quarta-feira, 24 de junho de 2015

O Encontro... Passados 40 Anos....



Quem esteve no cenário da guerra sabe os meandros que percorremos, e neste caso especial é de louvar a atitude do Furriel Bento. Quantos deixaram os filhos e nunca os assumiram, o teatro da guerra não dava hipótese a sentimentalismos e os superiores hierárquicos não davam a mínima hipótese, possivelmente seria levantado um auto ao militar e seria castigado. A coragem deste homem emerge dum contexto em que a maioria das pessoas opinam sem saberem, só quem por lá passou é que sabe.
Excelente reportagem e uma atitude nobre de um pai que viveu sempre com a ansiedade de apertar nos seus braços. o filho querido!