quinta-feira, 23 de abril de 2015

FÁBRICA MILITAR de BRAÇO de PRATA

Também chamada vulgarmente como Fábrica de Braço de Prata, começou a funcionar em 1908, fazendo essencialmente munições de artilharia.
Em 24 de Novembro de 1953, deu-se uma explosão nesta fábrica da qual resultaram 12 mortos.
Atingiu o seu auge durante a Guerra Colonial, altura em que conseguiu produzir centenas de milhares de espingardas automáticas, morteiros, metralhadoras, munições, fardamentos e outros artigos que equiparam as Forças Armadas Portuguesas.
Os produtos projectados, e fabricados, nesta fábrica mais conhecidos foram:
Pistola-Metralhadora de 9 mm
Espingarda Automática G3
Metralhadora de 7,62 mm HK21
Morteiro de 60 mm
Pistola-Metralhadora de 9 mm de seu nome"Lusa", não tendo sido fabricada nesta fábrica, mas cuja licença foi vendida.






A FBP, mais conhecida como a "agrafadeira"
O desenho e fabrico eram inteiramente portugueses e a sua construção era dividida entre 2 fábricas, a FNM(Fábrica Nacional de Munições de Moscavide), e a FBP(Fábrica de Braço de Prata). Existiram 2 versões: a FBP M/947 com tiro completamente automático e a FBP M/961 com selector de tiro, que permitia tiro semi-automático e automático.







Enviar um comentário