quinta-feira, 14 de agosto de 2008

"Self Service"


Na altura, no Quivuenga não existia equipamento que "ombreasse" com a rapidez de municiamento do combustivel para os Unimogs. As "bombas" tinham vindo expressamente da USA, com patente registada, a transfega era efectuada em jerricans de 20 litros, manuseados com pericia pelo Beja.
Nessa altura já se utilizava uma mistura "explosiva" que levava os Unimogs a velocidades superiores a 20 Km/hora!!! 

Enviar um comentário